"Quando se abre a porta da comunicação, tudo é possível. Assim, devemos praticar a abertura aos outros para restabelecer a comunicação com eles" - Thich Nhat Hanh

"A primeira condição de toda comunicação é o respeito" - Albert Jacquard

Boa comunicação para a vida

Sheila Baptista – Colaboradora Vivenciar.net

Você acha que os outros entendem as suas ideias? Você pode se fazer entender claramente sem gerar discussões? Melhorar a comunicação é a chave para forjar relacionamentos fortes e saudáveis. A expressão dos sentimentos é vital para a convivência e para o relacionamento com as pessoas que estão ao nosso redor, em todas as áreas de nossas vidas. Queremos refletir sobre o fenômeno da comunicação interpessoal e sobre como isso afeta sua vida. Vamos falar sobre isso...

  • Um estudo realizado na Universidade de Piura, no Peru, em 2013, afirma que 70% das pessoas têm relacionamentos interpessoais frágeis: amigos, namorados ou colegas onde os vínculos estabelecidos são laços de curto prazo. Essa fragilidade é resultante de pouco diálogo e pouco conhecimento mútuo.
  • O uso de celulares e computadores, que muitas vezes são indispensáveis para o trabalho ou estudo, faz com que aos poucos se perca o contato direto com as pessoas e a capacidade de se comunicar; perde-se o vínculo “face a face”.

Na vida diária é difícil para você se relacionar com os outros de forma fluida. É difícil criar relacionamentos com seus colegas de trabalho ou escola. Seus amigos são os mesmos desde que você era criança. Você não consegue ter uma conexão significativa com o seu parceiro, é difícil propor um tópico sem acabar em discussão. Quando você consegue expressar seu ponto de vista, sempre tem a sensação de não ter dito tudo aquilo que pensava. Se você se identifica com estas situações, acreditamos que é importante avaliar sua comunicação com os outros.

Reflita sobre essas situações do dia a dia e veja se você se identifica com elas:

Comunicação na família

Quando os membros de uma família não têm uma boa comunicação, parece que nada funciona. Uma família que não se comunica enfrenta problemas na rotina, nos horários e principalmente nos objetivos em comum. Um pai que não se entende com a mãe; filhos que não sabem em quem prestar atenção ou em quem confiar, são situações reais e frequentes. Se o pai e a mãe não estão de acordo com seus objetivos, com a educação dos filhos e com outras questões relacionadas à convivência, esse grupo pode entrar em crise e desmoronar. Por isso, a boa comunicação entre os membros da família faz com que todos trabalhem pelo mesmo objetivo, um desenvolvimento comum. Assumir tarefas, papéis e responsabilidades implica primeiramente uma conversa clara sobre aonde querem chegar como uma família unida, implica ter um propósito comum.

Cuidando dos vínculos

Quando temos dificuldade para nos comunicar parece difícil criar vínculos com amigos ou pessoas próximas. Até fazer novas amizades é um problema. Podemos acabar isolados de nossos colegas e nos acostumar com isso. Os outros podem achar que isso é desinteresse da sua parte. Sem perceber, estamos sozinhos e parece que ninguém presta atenção em nós.

Reconhecer que temos dificuldade na comunicação nos permite buscar o diálogo. Quando nos relacionamos, fazemos perguntas triviais motivando a resposta do outro, é uma maneira de ampliar uma conversa e nos mostrar interessados. Talvez no início seja difícil, mas conseguir uma boa comunicação é algo que se desenvolve com o hábito e com a prática. Somos seres sociais e comunicativos por natureza.

Falta de comunicação no trabalho

A comunicação ruim no ambiente de trabalho pode custar o emprego de alguém. Não é raro encontrar pessoas que são extremamente capazes para uma função, mas que não conseguem se comunicar bem com sua equipe ou com seus colegas de trabalho. Saber transmitir a sua opinião, as suas ideias, as suas expectativas e os seus objetivos é importante para quem trabalha com você, para que possam saber claramente o que esperar de você, como agir, dar sugestões ou trabalhar em equipe em um projeto ou uma ideia.

“Se Deus nos criou com dois ouvidos, dois olhos e apenas uma boca, é porque temos que ouvir e ver duas vezes antes de falar. Não abra os lábios se não tiver certeza do que vai dizer” – Provérbio árabe.

 

A linguagem verbal e não-verbal

Não é possível imaginar um mundo sem comunicação. As sociedades sempre foram construídas através da comunicação; ela facilita a transmissão da cultura. E o que significa se comunicar? É apenas enviar uma mensagem para um receptor, ou é mais do que isso? Existem outros fatores que fazem parte e permitem a comunicação. Esses fatores determinantes são: O que dizemos; como dizemos e como comunicamos através do nosso corpo. É linguagem verbal e não-verbal.

Através da comunicação o indivíduo pode se expressar, transmitir ideias e sentimentos. Quando se trata de dizer o que sentimos, pode ser um pouco mais difícil, talvez porque não somos eficientes ao nos expressarmos, ou porque não sabemos como fazê-lo. Devemos nos perguntar se isso é frequente, se é um defeito pessoal. O fato é que os humanos cometem muitos erros quando se trata de comunicar seus sentimentos. Para melhorar a comunicação, devemos ser eficazes na hora de nos expressar. Devemos utilizar linguagem verbal e não-verbal. Estou me comunicando bem com os outros? Como posso ter certeza disso?

 

Queremos te ouvir e te ajudar!

Temos pessoas capacitadas esperando para te atender. Você poderá trocar mensagens com nossos voluntários.

Sabendo que existe linguagem verbal e linguagem não-verbal, observe os aspectos abaixo na hora de se comunicar:

  • Mantenha contato através do olhar.
  • Preste atenção à sua postura corporal e aos seus gestos. A linguagem não-verbal também comunica.
  • Respeite e mantenha certa distância. Observe se o contato físico é possível ou necessário.
  • Saiba captar o que a outra pessoa está dizendo; seja capaz de aceitar pontos de vista diferentes dos seus.
  • O conteúdo que está sendo transmitido deve ser sincero.
  • Deixe clara a sua intenção. Qual é o propósito do que eu quero comunicar? Devemos sempre ter isso em mente ao iniciar uma conversa.

“A comunicação não é apenas sobre o que eu quero transmitir, mas também sobre o que a outra pessoa tem a dizer. Para que a comunicação seja eficaz devemos aprender a ouvir o outro”.

Como ouvir melhor

A comunicação não é apenas sobre o que eu quero transmitir, mas também sobre o que a outra pessoa tem a dizer. Para que a comunicação seja eficaz devemos aprender a ouvir o outro. Ouvir não se trata apenas do processo biológico auditivo, mas envolve a utilização da nossa empatia. Crie um espaço onde o outro se sinta confortável para falar. Para isso, devemos primeiro deixar de lado todos os preconceitos ao nos comunicarmos com os outros. Somos todos diferentes e a comunicação é um processo que envolve diversas experiências de vida. Observe as dicas a seguir:

  • Procure ouvir mais do que falar. Deixe que a outra pessoa fale.
  • Repita para a pessoa o que você acha que ouviu, mas utilize palavras diferentes.
  • Tenha uma atitude de predisposição a entender na hora de conversar. Tente ser o mais objetivo possível.
  • Preste atenção ao que você está dizendo e tente se colocar no lugar de quem está falando.
  • Estude a comunicação não-verbal. É importante prestar atenção nos gestos, expressões faciais, posições corporais e outros sinais, já que grande parte da comunicação é dada por meio dessa linguagem.
  • Se for possível, fique confortável. É mais fácil se concentrar e ouvir de maneira eficaz quando estamos bem acomodados.

Como falar efetivamente

Muitas situações na vida nos fazem pensar em como nos comunicar efetivamente com colegas de trabalho, familiares e amigos. Falar efetivamente é extremamente importante. Ao expressar ideias, trocamos informações. E a influência sobre os outros e as atitudes que você toma moldam os relacionamentos. Por isso é necessário desenvolver a capacidade de se comunicar de forma eficaz. Seguem algumas dicas básicas para ter em mente na hora de falar:

  • Utilize um tom e volume da voz adequados ao que se está transmitindo.
  • Depois de ouvir com atenção, você estará pronto para desenvolver alternativas ou soluções para o que foi proposto. Nesse estágio é conveniente deixar a pessoa tirar suas próprias conclusões.
  • Considere os gestos, a postura física e as expressões faciais na conversa. Isso comunica mais do que o que vamos dizer com palavras.
  • Explore o tema. Depois de ouvir alguém, podemos fazer perguntas para obter informações adicionais e mostrar interesse.
  • Tome uma atitude positiva com a pessoa. É sempre bom se comunicar com alguém assim.
  • Uma motivação adequada é o que determinará o processo comunicativo. O respeito pelo outro é fundamental.

Duas vias

A comunicação é um processo de duas vias. Você pode estar disposto a transmitir uma mensagem, mas não estará comunicando até que a outra pessoa esteja recebendo essa mensagem. Procure a hora certa, o ambiente certo, e veja se a pessoa está em condições de receber o que você quer comunicar. Você pode fazer para si mesmo as seguintes perguntas:

  • O quanto eu conheço dessa pessoa?
  • Que interesses e valores ela apresenta?
  • O que eu e essa pessoa sabemos sobre o que vamos conversar?
  • Como essa pessoa normalmente se comporta comigo?
  • A pessoa tem interesse no que eu vou comunicar?
  • Qual a postura dessa pessoa frente ao tema?

Queremos te ouvir e te ajudar!

Temos pessoas capacitadas esperando para te atender. Você poderá trocar mensagens com nossos voluntários.

Como você está se comunicando? Responda as perguntas do teste e veja se você pode melhorar sua comunicação com as pessoas ao seu redor. No final, temos uma mensagem para você!

Form
1
2
3
4
5
Mensagem para você

Tenho muita vergonha de conversar com as pessoas e fazer novas amizades.

É difícil fazer contato visual quando falo com as pessoas. Eu evito olhar nos olhos.

Nos últimos tempos, tive conflitos familiares devido a mal-entendidos.

É difícil me colocar no lugar do outro.

Eu prefiro sempre evitar as conversas.

Você deve melhorar a comunicação com aqueles ao seu redor. É difícil para você se abrir a novos vínculos e ter relacionamentos reais e espontâneos. Aconselhamos que você continue buscando maneiras de melhorar suas habilidades de relacionamento. Lembre que a comunicação é fundamental na sociedade e abrir mão dela pode fazer com que você tenha muitos problemas. Não hesite em encontrar um especialista para ajudá-lo a lidar e melhorar.

Você se relaciona com os outros, mas também há dificuldades de comunicação interpessoal. Você deve melhorar e desenvolver empatia com o outro para conseguir uma melhor comunicação. Tente não julgar antecipadamente, lembre-se de que somos todos diferentes e temos opiniões e pontos de vista diversos. Não hesite em procurar ajuda profissional se você precisar. Continue!

Você se comunica bem. Siga adiante. Sua atitude é muito positiva e isso ajudará a criar novos vínculos. Comunicação eficaz é mais do que palavras, é baseada na compreensão, sinceridade e compromisso de querer fazer o bem para os outros.

Conclusão

E o que Mais?

A comunicação é essencial na vida do ser humano, forja a nossa cultura e os relacionamentos com os outros.É mais que uma ação biológica de transmitir com sons ou gestos uma mensagem que quero compartilhar com alguém, pois quem a receberá também terá algo a dizer ou contribuir. Para alcançar sua verdadeira eficácia, a comunicação envolve o ato de ouvir e a nossa capacidade de escutar, gesticular e transmitir mensagens com a postura corporal; envolve nossa capacidade de perguntar, falar, compartilhar e entender. Como indivíduos, devemos procurar a boa comunicação, a comunicação eficaz, que é alcançada através da empatia e o interesse em ouvir e cuidar do outro. Foi assim que Jesus fez quando esteve aqui na Terra no meio das pessoas. Ele se colocou no meio de nós, e usou a linguagem do povo, os sofrimentos e as experiências do povo para transmitir sua mensagem. Pense nisso.

“Quem controla as suas palavras é sábio, e quem mantém a calma mostra que é inteligente”.

Provérbios 17:27