Na gangorra deste ano

10/07/2020

Por: Núbia – Psicóloga em São Leopoldo, RS – Brasil.

Outro dia assisti a um programa na televisão e, em determinado momento, o humorista apresentou um quadro que era uma sátira do filme “Divertidamente”. Esse filme retrata as nossas emoções de forma acessível e bem humorada, dando alguma ideia dos conflitos que se passam em nossa mente.

Pois, olhando este quadro humorístico consegui não só entender melhor ainda as nossas emoções, mas pude enxergar nosso cenário atual por outra perspectiva. Pensei: haja energia psíquica para lidar com a gangorra das emoções a que somos submetidos no dia a dia, não só no Brasil mas, em todo o mundo. E, como disse o humorista: se entrar mais alguma coisa na minha cabeça, eu entro em colapso!

E é assim mesmo; são tantas as coisas acontecendo ao mesmo tempo: pandemia, quarentena, mortes, crises no governo, violência nas ruas, racismo e os protestos… ufa! Cansei só de falar. Cansei! Me alcança um copo d’água. Preciso retomar o fôlego e continuar. Parabéns para nós, parabéns prá você que, com tudo isso, continua na lida diária, mantém-se em pé e segue na batalha. Somos vencedores.

Se você está se perguntando: por que tantos altos e baixos, tantas idas e vindas? Pense no seguinte: que bom que a vida não é linear. As variáveis que vivenciamos servem para colorir a nossa existência. Muitas vezes queremos que o mundo pare, para podermos descer, mas vale a pena continuar. Existem muitas coisas boas nos esperando para viver. Então, quando a gangorra subir, encha bem os olhos com a visão do horizonte, deixe que Deus preencha sua vida, para que, quando estivermos lá embaixo, lembremos que o horizonte dos dias melhores está lá, nos esperando. Pense nisso. E, se puder, fique em casa.

Enquanto isso, venha vivenciar com a gente!