"O estresse destrói a capacidade de frear os nossos impulsos. Nos converte em um veículo sem freios que acaba atropelando as pessoas de quem mais gostamos" - David Fischman

O Estresse

Sheila Baptista, Colaboradora Vivenciar.net – Uruguai

Assuntos pendentes, problemas financeiros, doenças. Todos nos sentimos estressados, não é mesmo? Na verdade, não! Todos enfrentamos o estresse em nossa vida, mas nem todos estamos estressados.
Se você está estressado e já encara isso como algo inevitável em sua vida, pode encontrar aqui algumas respostas para viver melhor, como estabelecer limites ou evitar deixar as coisas para a última hora. Vamos refletir um pouco para entender se você está ou não passando por uma fase de estresse, e vamos ver o que pode ser feito para superar isso.

50%

Da população adulta das grandes cidades sofre de estresse

Até quando?

O estresse é, sem dúvida, uma das heranças do século 20. As sociedades são cada vez mais complexas. Aumento da população, maior carga de trabalho, pressões profissionais, etc. As pessoas precisam trabalhar cada vez mais e as famílias passam cada vez menos tempo juntas. E aí que as preocupações e as ansiedades começam a se instalar em nossa mente.

É difícil dormir pensando em tudo o que você tem para fazer no dia seguinte; você toma cada vez mais café; utiliza a hora do almoço para resolver problemas, fazer compras ou reuniões na escola das crianças. E se você for estudante, usa todos os horários livres para estudar ou fazer os trabalhos.

Enfim, você se sente cansado ou cansada, mas não consegue dormir. Quando está no trabalho, pensa em tudo o que tem para fazer em casa. Quando chega em casa, se joga no sofá e fica pensando em todas as coisas pendentes. A pergunta é: Até quando você vai fazer isso? Você pensa em fazer alguma coisa para melhorar sua qualidade de vida?

Hoje é um bom dia para começar uma mudança, para começar a se liberar das pressões que afetam a sua vida.

Sinais de alerta

Diversos estudos apontam que as principais causas do estresse no trabalho são: excesso ou escassez de trabalho, horários muito restritos e inflexíveis, insegurança profissional, relacionamentos ruins com os colegas falta de apoio por parte da família.

Há muitas definições para o estresse, mas o mais importante é que, através da observação de alguns sintomas, ou “sinais de alerta”, você poderá ter uma ideia do seu nível de estresse e o quanto isso está afetando a sua vida. Isso também pode ajudar a identificar a causa do seu estresse.

Uma coisa que é importante deixar bem claro é que o estresse é parte de nossas vidas, mas a condição de “estar estressado” não é uma regra geral. O fato de estarmos vivendo em sociedade, convivendo com família e com diversos grupos que fazem parte de nossa rotina, já é algo estressante. Precisamos entender que o estresse, muitas vezes, pode ser positivo, quando nos move a concluir nossas tarefas com atenção e cuidado. Mas pode ser negativo quando se apodera de nossos pensamentos e emoções, atrapalhando o nosso caminho. Então, fica aí a pergunta: Que lugar o estresse ocupa em sua vida?

Queremos te ouvir e te ajudar!

Temos pessoas capacitadas esperando para te atender. Você poderá trocar mensagens com nossos voluntários.

Nos diga seu email e venha vivenciar com a gente.

Agudo X Crônico

Bem, você já viu que o estresse pode ter o seu lado bom e o seu lado ruim. Então vamos classifica-lo em dois tipos diferente:

Estresse Agudo – Aquele que funciona no curto prazo. É o que nos ajuda a controlar as situações que representam algum perigo, ameaça e exigem uma resposta rápida.

Estresse Crônico – Dura por um tempo prolongado. É aquele que experimentamos em nosso cotidiano, a todo momento. É causado pelos problemas que não resolvemos, que deixamos para depois ou que não queremos enfrentar porque a solução demanda muita energia da nossa parte. É invisível e quase não o notamos no início, porque é silencioso. Mas com o tempo nosso corpo começa a dar sinais, como palpitação, dor de cabeça constante, ansiedade, dificuldade para dormir, etc.

E agora que você sabe que existe um estresse que é normal, e um outro que é mais complicado, vamos ver diferentes situações de estresse pelas quais passamos em nossa rotina diária.

Muitas vezes o estresse pode ser positivo, quando nos move a concluir nossas tarefas com atenção e cuidado. Mas, pode ser negativo quando se apodera de nossos pensamentos e emoções.

Quer um e-book grátis?

Aqui você encontra mais dicas e informações sobre este tema.

Estresse no trabalho

Está associado às pressões que sofremos em nosso ambiente de trabalho. Devemos diferenciar o que são as pressões normais e quais são aquelas que ultrapassam os limites. A partir do momento em que você consegue diferenciar estes dois tipos de pressão, vai compreender se está ou não tendo problemas com estresse no trabalho. Uma pressão de nível razoável é aquela que mantém você atento e concentrado na tarefa que precisa desempenhar.

Devemos levar em consideração que as pressões sempre vão estar presentes no ambiente de trabalho, mas precisamos ver se estão acima do limite e se ajudam ou atrapalham nosso desempenho. Você acha que sofre pressão excessiva no trabalho? Essa pressão está sendo negativa para você? Será que você está passando por uma crise de estresse no trabalho? Tente responder às afirmações abaixo com Verdadeiro ou Falso. Pense em cada uma delas profundamente e responda a si mesmo com honestidade:

  • Me sinto incomodado no meu trabalho, como se estivessem me observando a cada segundo e a cada movimento que faço.
  • Tenho tanto trabalho que, na metade do dia, já estou esgotado e sem condições de continuar de uma maneira produtiva.
  • Não tenho nem tempo de almoçar, porque devo sempre terminar alguma tarefa urgente.

Estresse nos estudos

O estresse no estudo ocorre a partir da pressão das tarefas exigidas em escolas e universidades. Tanto os professores quanto os alunos podem ser afetados pelos prazos e pelas exigências que são parte da rotina dos estudos.

Os professores precisam cumprir as metas e passar aos alunos todo o conteúdo estipulado para o ano. Precisam corrigir provas a tempo, lançar notas, preparar reuniões, preparar aulas e atividades complementares. Os alunos estudam o que é passado em sala de aula, preparando-se para provas. Precisam fazer trabalhos, apresentar textos e tudo sempre dentro dos prazos, sob o risco de perderem notas que podem fazer falta no final do ano.

O estresse escolar responde a um processo de caráter psicológico, que se produz quando o professor ou o aluno está sob uma pressão com a qual não consegue lidar.

Alguns indicadores do estresse escolar são dores de estômago, insônia, problemas digestivos, fadiga crônica e sudorese excessiva. Também se apresentam a dificuldade de concentração, bloqueios mentais, problemas de memória, ansiedade e depressão. Como consequência de tudo isso vem a desmotivação para realizar todas as tarefas, vontade de não comparecer às aulas, isolamento, etc.

Queremos te ouvir e te ajudar!

Temos pessoas capacitadas esperando para te atender. Você poderá trocar mensagens com nossos voluntários.

Nos diga seu email e venha vivenciar com a gente.

Como reduzir o estresse escolar?

Faça parte de algum grupo de estudos. Você pode criar seu próprio grupo.

Reduza alguns compromissos extracurriculares. Se você não tem tempo para todo, examine as suas opções e elimine alguma coisa.

Mantenha uma alimentação saudável e balanceada.

Não deixe para o final aquilo que você já pode começar a fazer hoje. Isso elimina a preocupação com coisas que estão pendentes de serem feitas.

Estresse social ou familiar

Também somos capazes de desenvolver e experimentar este tipo de estresse, que resulta em não querermos encontrar os companheiros de trabalho, os amigos ou a família. A falta de empatia é constante e tudo o que os outros fazem nos incomoda.

Você tem vontade de fugir para algum lugar onde não haja pessoas conhecidas, e qualquer tipo de interação seja impossível? Você se sente cada vez menos comunicativo, fugindo sempre de encontros sociais? A mente está tão embaralhada que até o simples fato de falar com outras pessoas se torna uma grande pressão?

É importante saber que, se você está passando por esse tipo de estresse, ele pode ser resultado do estresse de trabalho ou escolar. O estresse social ou familiar pode ser uma manifestação dos outros tipos de estresse. O corpo e o cérebro já não podem lidar com a situação, e assim aparecem as doenças e a depressão.

O que posso fazer?

Queremos compartilhar com você 12 princípios para que você possa começar a praticar a partir de hoje:

  • Reconheça o seu nível de estresse;
  • Pense antes de agir;
  • Aprenda a pedir ajuda;
  • Tome as rédeas de sua vida;
  • Resolva os seus problemas, enfrente;
  • Aprenda a diferenciar os tipos de estresse;
  • Pergunte a si mesmo: Quem está no comando?
  • Aprenda a confiar em Deus;
  • Peça perdão, e perdoe. Isso traz alívio;
  • Escolha o caminho do compromisso, limites e respeito;
  • Diminua a carga sobre seus ombros;
  • Comece hoje mesmo.

Agora chegou o momento de colocar em prática estes princípios. Às vezes é muito mais fácil fazer isso quando temos o apoio de um amigo ou de um grupo de pessoas de confiança. Você tem alguém com quem compartilhar as dificuldades da sua vida? Tem um amigo ou amiga com quem conversar? Você pode falar conosco a qualquer momento, enviando uma mensagem para a nossa equipe.

O estresse social ou familiar pode ser uma manifestação dos outros tipos de estresse. O corpo e o cérebro já não podem lidar com a situação, e assim aparecem as doenças e a depressão.

Todos enfrentamos situações de estresse em nossa vida. Como você tem lidado com isso?

Será que podemos manter nosso estresse sob controle? Vamos falar um pouco sobre esse problema que afeta milhões de pessoas em todo o mundo!

Queremos te ouvir e te ajudar!

Temos pessoas capacitadas esperando para te atender. Você poderá trocar mensagens com nossos voluntários.

Nos diga seu email e venha vivenciar com a gente.

UM POUCO DE INTERAÇÃO VAI BEM...

Você ainda tem dúvidas se o seu estresse se deve a algo passageiro ou é crônico? Que tal responder a estas perguntas? No final, temos uma mensagem especial para você.

Form
1
2
3
4
5
6
Mensagem para você

Deveria trabalhar mais horas. Não consigo cumprir todas as minhas tarefas no trabalho.

Estou experimentando momentos de muita ansiedade em minha vida.

Tenho insônia, problemas para dormir à noite. E de dia, estou esgotado.

No trabalho penso em coisas que preciso fazer em casa. Quando chego em casa, penso nas coisas que tenho para fazer no trabalho.

Me sinto tão esgotado que não quero falar com ninguém.

Gostaria de sumir por um tempo, ir para um lugar bem distante, onde não tenha ninguém para conversar e me relacionar.

Um pouco mais de cuidado pode fazer bem

Você tem um nível de estresse crônico. É importante reconhecer que o estresse faz parte de sua vida, mas seria muito bom procurar alguma ajuda profissional para lidar com isso. Não é bom acostumar-se e achar que essa situação é normal. Você pode procurar um especialista para encontrar soluções. Hoje pode ser um bom dia para você mudar de vida. Se quiser, pode nos enviar uma mensagem e contar o que está acontecendo.

Aproveite um pouco mais as coisas boas

Você tem um nível de estresse médio. Aproveite os momentos em família ou com os amigos. O trabalho é importante, mas pode esperar. Preste atenção na forma como você está lidando com as situações cotidianas e no seu relacionamento com as pessoas. Lembre sempre que a ajuda de um profissional pode ser uma boa opção.

Alguma mudança pode ajudar

Seu nível de estresse é baixo, e pode ser passageiro. Descanse e procure alguma distração. Algumas situações cotidianas podem ser mais difíceis, e você está menos tolerante a determinadas coisas. Enfrentar e resolver logo as pendências pode ajudar a baixar o seu estresse. Fale com alguém, compartilhe suas preocupações.

Conclusão

E o que Mais?

Depois de tudo o que você leu, se você tem certeza de que está passando por um estresse acima do normal e dos seus limites, a equipe de Vivenciar.net te convida a não ficar de braços cruzados, paralisado e imóvel. Você pode fazer algo para melhorar sua qualidade de vida. Procure ajuda de profissionais da área de saúde. Busque sempre mais informações sobre o estresse. Temos um livrete que pode ajudar a você na busca por soluções. Fale com a nossa equipe.

Acreditamos que o mais importante é assumir o problema e pedir ajuda. Deus está sempre disposto a ouvir o que você tem a dizer. Você nunca pensou em falar com ele e pedir que ele te ajude? Sempre é uma boa hora para isso. Sempre há esperança.

“Entregue os seus problemas ao Senhor, e ele o ajudará; ele nunca deixa que fracasse a pessoa que lhe obedece”.

Salmos 55:22

Queremos te ouvir e te ajudar!

Temos pessoas capacitadas esperando para te atender. Você poderá trocar mensagens com nossos voluntários.

Nos diga seu email e venha vivenciar com a gente.