"A solidão é o resultado do espírito dos nossos tempos" - Paul Tournier

"Felicidade! É inútil buscá-la em qualquer outro lugar que não seja no calor das relações humanas" - Antoine de Saint-Exupéry

A Solidão

Lic. Gabriela Silveira

Os humanos são seres sociais e é por isso que precisamos uns dos outros. Precisamos que nos ajudem no desenvolvimento como pessoas e em todas as nossas capacidades. Por isso os sentimentos de solidão são obstáculos para alcançar a nossa plenitude.

Vamos falar sobre as causas que muitas vezes nos levam a nos sentirmos sozinhos e sobre os efeitos que essa solidão produz em nossa vida social, em nosso estado emocional e em nossa saúde física. Queremos começar a construir soluções para vencer a solidão.

Segundo os especialistas, a solidão é uma doença das mais dolorosas e difíceis de detectar.

A Universidade de Chicago, em estudos recentes, detectou que a solidão afeta diretamente o corpo das pessoas, tornando-as mais propensas a doenças, especialmente as coronárias e cerebrovasculares.

32,2% da população europeia ocidental mora sozinha e este é um fenômeno crescente.

Me sinto só!

Em algum momento todos nos sentimos sozinhos. Mas “estar sozinho” não é o mesmo que “se sentir sozinho”. É muito importante diferenciar o que é “solidão” de “estar sozinho”. Estar sozinho é ficar longe voluntariamente de pessoas ou situações, desfrutando de um tempo agradável e até necessário e produtivo. Mas a solidão é uma condição que, normalmente, não é procurada, e que pode trazer sentimentos negativos que persistem apesar dos melhores esforços para revertê-la.

A solidão é um sentimento de vazio, e muitas vezes ela vem acompanhada de tristeza, isolamento, depressão, agitação, ansiedade e um desejo de sentir-se aceito, amado e necessário. Muitas vezes esses sentimentos levam a pessoa a manter relacionamentos de qualquer tipo, só para aliviar a solidão. Pode ocorrer também de as pessoas que se sentem solitárias acharem que são inúteis, com pouco valor, afetando a autoestima e isolando essa pessoa de tudo e de todos. O psicólogo Craig Ellison menciona três tipos de solidão:

1) A solidão emocional, que tem vínculo com a perda ou a falta de um relacionamento íntimo com alguém e que consegue estabilizar-se gerando novos relacionamentos profundos com outras pessoas.

2) A solidão social, que é aquela sensação de vazio, de solidão, apesar de estar “cercado por muitos”. A pessoa sente que está fora do que acontece e fora do contexto, afetando diretamente a visão que ele tem de si mesmo.

3) A solidão existencial, que se refere ao isolamento gerado pela falta de propósito na vida, por não ter objetivos ou metas para o futuro, muitas vezes como evidência da falta de fé.

Algumas causas

A solidão tem diferentes causas. Para analisarmos algumas delas, podemos agrupá-las em 5 categorias:

1) CAUSAS SOCIAIS: A velocidade das mudanças sociais isola as pessoas, não importa onde moremos, seja em uma grande cidade cheia de pessoas ou em uma cidade isolada. A influência social pode ser entendida a partir de diferentes impactos:

Tecnológico: O uso da tecnologia para as tarefas do dia-a-dia faz com que nossos relacionamentos se tornem cada vez mais impessoais, empobrecidos e menos “necessários”. Acabamos reduzindo o tempo que podemos dedicar às relações sociais para fazer tudo usando mais tecnologia. Como resultados disso, os relacionamentos pessoais se tornam mais superficiais e baseados na utilidade. Passar muito tempo diante do celular, do computador ou da televisão promove uma vida mais superficial e pode afetar as habilidades de comunicação. Embora o uso da internet seja comunicativo, as redes sociais podem ampliar o sentimento de melancolia e solidão, afinal, só enxergamos a vida “perfeita” que outros expõem intencionalmente. Lembre que as redes sociais só mostram o que queremos que os outros saibam sobre nós e, em geral, sempre serão atributos bons e positivos, sem mostrar nossas fraquezas ou medos.

Mobilidade: Antigamente as pessoas nasciam, cresciam e morriam no mesmo lugar. Mas, hoje em dia esse tipo de vínculo perdeu força por causa das facilidades de locomoção, do desenvolvimento econômico e das oportunidades, que motiva as pessoas a se mudarem. Isso gera um enfraquecimento dos laços familiares e da amizade, muitas vezes eliminando o espírito de vizinhança ou comunidade.

Urbanização: As cidades grandes fazem as pessoas viverem mais perto. Ironicamente, essa tendência cria uma propensão ao isolamento. Isso se deve ao sentimento de desconfiança gerado pela convivência e desconforto diante da aglomeração. As pessoas tentam manter sua privacidade, protegendo-se o máximo possível.

 

2) CAUSAS PESSOAIS: Todos nós temos necessidade de afeto e de amor. Essas necessidades precisam ser atendidas corretamente para alcançarmos o pleno desenvolvimento de nosso ser. O afeto e a aceitação são extremamente importantes, porque desde que nascemos precisamos nos sentir ligados a nossos semelhantes, para que sejamos valorizados e apreciados. Se isso não acontece, o desenvolvimento emocional ficará incompleto. Pessoas que tiveram falta de afeto em sua infância, muitas vezes, crescem sentindo-se solitárias, manifestando inseguranças, introversão e até exigindo atenção dos outros.

3) CAUSAS PSICOLÓGICAS: A baixa autoestima evidencia uma imagem muito ruim e um autoconceito ruim de si mesmo, em comparação com nossos verdadeiros atributos, habilidades e valor pessoal. Isso faz com que a pessoa se sinta introvertida, tímida e insegura. Há pessoas que reagem de maneira inversa, exagerando seu próprio valor e se mostrando presunçosos ou arrogantes. Esta condição de baixa autoestima torna muito difícil relacionar-se com os outros, causando isolamento e sentimentos de solidão.

Quando vivemos em uma constante competição, confiando totalmente em nossa independência e autossuficiência, sem nos preocupar com os outros e achando que a vida é injusta, guardando ressentimento sem dar origem ao perdão, a solidão fará parte da nossa vida isolando-nos dos outros. Muitos estão sozinhos e dizem que não têm amigos e não sabem por quê. Pode ser porque eles estão muito focados em si mesmos, falando sobre seus problemas, sua dor, e isso faz com que os outros se afastem gradativamente.

O mau humor, a hostilidade e o sarcasmo constante podem ocorrer porque as pessoas sentem-se frustradas pela realidade que vivem, pelos sentimentos de injustiças – reais ou imaginárias e falta de perdão. Quando esses pensamentos resultam em queixas e reclamações constantes, as pessoas do convívio tendem a se afastar e isso vai gerar solidão e infelicidade.

O medo é um fator que cria barreiras para nos proteger das pessoas. O medo pode ser devido à busca pela privacidade, ao medo de ser rejeitado ou ferido. Mesmo quando estamos sozinhos surgem novos medos que nos bloqueiam ainda mais. Provavelmente há feridas do passado que trazem esses medos para a superfície, e é importante identificar essas feridas. Você também pode ler mais sobre os medos em nossa página exclusiva sobre esse assunto.

4) CAUSAS SITUACIONAIS: Há pessoas que se sentem sozinhas devido às situações características de sua vida. Estudos têm mostrado que aqueles que se sentem mais solitários são os solteiros, os viúvos ou os que moram sozinhos.

Uma pessoa pode ser solteira por opção ou por causa das circunstâncias da vida. Muitos solteiros têm compaixão por si mesmos. O problema de sentir pena de si mesmo é resolvido olhando e analisando nosso interior, sem olhar tanto para os outros. Não hesite em procurar ajuda profissional ou compartilhar sua necessidade com alguém. Lembre também que um casamento ou um namoro não pode ser visto como um “remédio” para a solidão. Nenhuma relação humana, por mais íntima e enriquecedora que seja, pode proporcionar a realização plena de seu potencial como pessoa.

A solidão afeta muito aos adultos mais velhos e adolescentes bem jovens, pois os padrões sociais indicam que para ter sucesso é preciso ter certos atributos, habilidades físicas ou atingir certas metas que não passam de uma idealização da perfeição. Todos estamos sujeitos a padrões sociais que nos condicionam e nos afetam em nossos relacionamentos com os outros e com nós mesmos.

5) CAUSAS ESPIRITUAIS: O ser humano não é apenas físico ou mental. É também um ser espiritual, que tem alma. Se não nos dermos conta disso, é provável que o nosso coração fique inquieto e com um vazio, porque não podemos responder a perguntas básicas como: Qual é o meu propósito nesta vida? O que posso fazer com isso? Para quê sirvo? Por que estou neste mundo?

É por isso que a falta de fé muitas vezes nos leva a buscar respostas no trabalho, nos esportes, em relacionamentos casuais, nos vícios e em uma centena de atividades que nos deixarão ainda mais inquietos por dentro. A solidão, e especialmente a solidão espiritual, ocorre porque muitas vezes carregamos fortes sentimentos de culpa que não são resolvidos e isso afeta o nosso ser e nosso relacionamento com os outros.

 

Queremos te ouvir e te ajudar!

Temos pessoas capacitadas esperando para te atender. Você poderá trocar mensagens com nossos voluntários.

Procurando soluções

Para tentar superar esse sentimento de solidão ou ajudar alguém que sofre, temos que identificar certos estágios que devem ser assumidos e cumpridos:

  • Admitir o problema, assumir que se sente sozinho ou que é difícil para você relacionar-se com os outros. Quando a pessoa se sente sozinha, o primeiro passo na direção da cura é admitir, reconhecer que é uma situação triste e decidir fazer algo sobre o problema.
  • Considerar as causas que geram esses sentimentos é muito importante, e pode haver muitas. Se conseguirmos identificá-las com precisão, já é possível trabalhar muito nos sintomas e tentar revertê-los.
  • Aceitar o que não pode ser alterado, porque às vezes podemos reverter o sentimento de solidão, como no caso de uma baixa autoestima. Mas, às vezes é uma condição difícil de mudar, como no caso de uma pessoa viúva, por exemplo. É muito importante desenvolver uma vida positiva, valorizando o que é bom em nossa vida e estimulando nosso senso de humor em situações de tristeza ou nostalgia.
  • Manter contato com as pessoas é muito importante, caso contrário a solidão se intensificará. Envolva-se em atividades criativas, comente as notícias do dia com outras pessoas e evite a melancolia e o isolamento.
  • Ter fé nos ajuda a ter uma visão positiva da vida, dando-nos significado e propósito. A fé nos fortalece para sermos capazes de nos mostrar como somos, com nossas fraquezas, medos e erros, mas tendo novas perspectivas que nos ajudarão a crescer.
  • Mudar o que pode ser mudado é fundamental. Algumas causas da solidão não podem ser revertidas, mas muitas coisas podem ser feitas para remediar esses sentimentos de solidão. Por exemplo, se você fica muitas horas em frente da televisão, tente passar mais tempo com a família, amigos ou conhecidos. Comece esses exercícios reconhecendo suas dificuldades diante dos sentimentos de solidão, aceitando o que acontece e falando com os outros para compartilhar suas necessidades. Aceite o que você não pode mudar, mas tente com todas as suas forças mudar as práticas habituais que podem ser mudadas.

Queremos te ouvir e te ajudar!

Temos pessoas capacitadas esperando para te atender. Você poderá trocar mensagens com nossos voluntários.

Form
1
2
3
4
5
Mensagem para você

Eu me sinto sozinho

É difícil para mim começar uma conversa informal com as pessoas

Tenho dificuldade para identificar meus talentos e virtudes

Prefiro ficar em casa no meu dia de folga do que sair com as pessoas

Eu me queixo e apresento mal humor nos meus comentários

Entre 25 a 35 pontos:

Se você se isola dos outros, talvez esteja com uma “casca” difícil de quebrar. É muito importante aceitar as coisas que você não pode mudar, mas identifique aquilo que pode ser revertido e faça um esforço para modificar. Entenda que existem pessoas que podem valorizar e apreciar o que você a oferecer. Se você sente que os sentimentos de solidão e melancolia têm sido recorrentes, não duvide em procurar ajuda profissional. Temos voluntários dispostos a ouvir e orientar você em seu desafio. Nós realmente queremos conversar com você!

Entre 36 a 45 pontos:

Você se sente solitário muitas vezes, embora haja muitas pessoas ao seu redor. Admita o problema e tente considerar as causas que o levam a ter esses sentimentos. O que está acontecendo em sua vida? Encontre alguém para conversar e compartilhar suas necessidades. Sempre recomendamos a assistência de um profissional de saúde para orientá-lo em uma recuperação adequada. Se quiser falar com alguém da nossa equipe você pode clicar em “conversar” e enviar sua mensagem. Há pessoas que podem orientá-lo e querem muito ouvir o que você tem a dizer!

Entre 46 a 75 pontos

Sentimentos de solidão dominam a sua mente e o seu coração e lhe trazem tristeza e melancolia. Às vezes isso afeta sua autoestima e sua maneira de se relacionar e tornar-se conhecido para os outros. Encorajamos você a identificar quais podem ser as causas que o levam a ser mais retraído e tentar mudá-las, se possível. Não duvide em procurar ajuda profissional para auxiliar você a enfrentar a solidão. Podemos conversar sobre o que está acontecendo com você, se quiser falar com um de nossos voluntários. Fale com a gente!

Conclusão

E o que Mais?

Vivemos numa sociedade em que as rápidas mudanças sociais, o uso da tecnologia, a velocidade da vida cotidiana e muitos outros fatores estão conspirando contra os relacionamentos e vínculos, gerando sentimentos de solidão em muitos de nós.

Tenha em mente que você foi criado como um ser social, para se relacionar com os outros, utilizando seus dons, habilidades e atributos que são únicos e irrepetíveis. Não há outro ser humano como você em todo o mundo.

Aproveite cada dia como uma nova oportunidade, que desafia você na frente dos outros e na sua frente. Aprenda a respeitar sua dignidade e suas habilidades. Você mesmo tem muito mais valor do que imagina.

Precisa de ajuda? Conte conosco...

Aqui você compartilha a sua história com outras pessoas. Você pode contar como viveu esse momento em sua vida ou como esse conteúdo te ajudou. Temos pessoas capacitadas esperando para te atender. Você poderá trocar mensagens com nossos voluntários.

“Aprendi o segredo de me sentir contente em todo lugar e em qualquer situação.”.

Filipenses 4.12

Veja alguns conteúdos relevantes para você